jusbrasil.com.br
12 de Dezembro de 2017
    Adicione tópicos

    Taxas de juros para Pessoa Física e Jurídica apresentam nova elevação

    Média geral da taxa de juros para pessoa física atinge o patamar mais alto desde janeiro de 2012; enquanto que a média para pessoa física registra seu maior índice desde março de 2012

    - Taxas de juros para pessoa física (clique aqui)

    - Taxas de juros para pessoa jurídica (clique aqui)

    - Taxas médias de juros do crediário por estado (clique aqui)

    - Taxas médias de juros do crediário por setor (clique aqui)

    - Alterações nos prazos médios de financiamento (clique aqui)

    - Taxas de juros março de 2013 x janeiro de 2015 pessoa física (clique aqui)

    - Taxas de juros março de 2013 x janeiro de 2015 pessoa jurídica (clique aqui)

    - Informações e recomendações ao consumidor (clique aqui)

    - Evolução das taxas mensais de juros - pessoa física (clique aqui)

    - Evolução das taxas mensais de juros - pessoa jurídica (clique aqui)

    O estudo conduzido pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) mostra que as taxas de juros das operações de crédito continuam a apresentar movimento de elevação em janeiro.

    Para o coordenador da pesquisa e diretor executivo da entidade, Miguel Ribeiro de Oliveira, o aumento dos índices pode ser atribuído à alta da taxa básica de juros (Selic), promovida pelo Banco Central em 21 de janeiro de 2015.

    Outro fator está relacionado ao atual cenário econômico nacional que sofre consequências causadas pelas altas inflacionárias e aplicação de juros maiores e implicam, diretamente, na redução da renda familiar e no aumento da inadimplência. Com cenário de instabilidade, o mercado sofre retração e apresenta consequências como desemprego, auxiliando o desaquecimento da economia.

    Pessoa Física

    Das seis linhas de crédito pesquisadas uma manteve sua taxa de juros média estável (cartão de crédito rotativo), enquanto as demais registraram elevação durante ao mês (juros do comércio, cheque especial, CDC-bancos-financiamento de automóveis, empréstimo pessoal- bancos e empréstimo pessoal - financeiras).

    A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou elevação de 0,09 ponto percentual no mês (2,13 pontos percentuais no ano) correspondente a elevação de 1,43% no mês (1,97% em doze meses), passando de 6,30% ao mês (108,16% ao ano) em dezembro/2014 para 6,39% ao mês (110,29% ao ano) em janeiro/2015, sendo esta a maior taxa de juros desde janeiro de 2012.

    Pessoa Jurídica

    Das três linhas de crédito pesquisadas, todas registraram elevação.

    A taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou alta de 0,13 ponto percentual ao mês (2,30 ponto percentual em doze meses) correspondente a elevação de 3,67% ao mês (4,44% em doze meses) passando a mesma de 3,54% ao mês (51,81% ao ano) em dezembro/2014 para 3,67% ao mês (54,11% ao ano) em janeiro/2015 sendo esta a maior taxa de juros desde março de 2012.

    Taxa de juros x Selic

    Considerando todas as elevações da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março/2013, tivemos neste período (março/2013 a janeiro/2015) uma elevação da Selic de 5,00 pontos percentuais (elevação de 68,97%) de 7,25% ao ano em janeiro/2013 para 12,25% ao ano em janeiro/2015.

    Neste período a taxa de juros média para pessoa física apresentou uma elevação de 22,32 pontos percentuais (elevação de 25,37%) de 87,97% ao ano em março/2013 para 110,29% ao ano em janeiro/2015.

    Nas operações de crédito para pessoa jurídica houve uma elevação de 10,53 pontos percentuais (elevação de 24,16%) de 43,58% ao ano em março/2013 para 54,11% ao ano em janeiro/2015.

    Perspectivas para os próximos meses

    Tendo em vista o cenário econômico atual, que aumenta o risco de elevação dos índices de inadimplência, bem como as prováveis novas altas da taxa básica de juros frente ao aumento da inflação, a tendência é de que as taxas de juros das operações de crédito voltem subir nos próximos meses.

    Fonte: Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac)

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Olá, boa tarde!!

    Tenho uma dúvida e gostaria de ajuda se possível!!

    Empresa municipal de economia mista, que presta serviço ao usuário de remoção e estadia de veículos mediante cobrança de taxa, tem obrigatoriedade na emissão da nota fiscal?

    Desde já, agradeço a atenção e aguardo retorno.

    titoserpa@hotmail.com

    Cordialmente; Tito Serpa continuar lendo